Vistas da instalação © Pedro dos Reis

Vistas da instalação © Pedro dos Reis

Vistas da instalação © Pedro dos Reis

Vistas da instalação © Pedro dos Reis

Vistas da instalação © Pedro dos Reis

Vistas da instalação © Pedro dos Reis

Vistas da instalação © Pedro dos Reis

 

 

 


A Mecânica da Ausência II, 2017
Instalação com projecção de slides 35 mm, 7 Projectores, Cobre e Tule. Dimensões variáveis.

-

Dando sequência a uma outra exposição, exibida entre Outubro e Novembro de 2016, o trabalho que Carla Cabanas agora apresenta aborda a ideia de presença e de ausência, através de um olhar que escrutina e de uma memória que se torna difusa.
Construindo uma experiência que opera sobre a imagem e sobre um tempo que lhe pertence, a artista investiga a noção de reminiscência e a natureza da sua percepção. Por via da perda e da saturação, trabalhando com a luz, a sombra e a projecção, Carla Cabanas cria um dispositivo que convoca figurações vagamente familiares, onde a nossa sombra se cruza com a imagem, num delicado equilíbrio entre o que se ausenta e o que permanece, ou entre o que se esbate, fixa e reflecte.
Ao exponenciar a história que cada imagem detém, Carla Cabanas transforma um tempo s uspenso, em algo vivo, indefinido e efabulado. Algo que desenha um palimpsesto de referências e abre espaço a uma leitura complexa, estratificada e não linear. Algo que marca uma teia de sugestões e acontecimentos, onde se privilegia a emoção à racionalidade de uma qualquer ordem cronológica.

Sérgio Fazenda Rodrigues
-

The Mechanics of Absence, 2017
Installation with synchronised 35mm slide projection, 7 projections, Copper e Tulle. Dimensions variable.
-

Following another exhibition, held between October and November 2016, Carla Cabanas will present a selection of works that address the idea of presence and absence through a scrutinizing look and a memory that becomes diffused.
By constructing an experience that operates on the image and on the time that belongs to it, the artist investigates the notion of reminiscence and how it is perceived. Through loss and saturation, working with light, shadow and projection, Carla Cabanas creates a device that calls up familiar figurations, where our shadow crosses the image, in a delicate balance between what is absent and what remains or between that which fades, fixes and reflects.

Sérgio Fazenda Rodrigues
-